• 13 Casos de estudo sobre Optimização de Conversão (CRO) em E-commerce

13 Casos de estudo sobre Optimização de Conversão (CRO) em E-commerce

Obter ideias para conduzir testes A/B nem sempre é uma tarefa fácil. Por isso, nada melhor do que consultar casos de estudo que nos inspirem e ajudem a encontrar hipóteses para testar. A Markedu traz-lhe hoje 13 casos de estudo da Optimizely.

A Optimizely, plataforma de optimização de conversão (CRO) de websites, seleccionou 13 casos de estudo de CRO entre os seus clientes para demonstrar como pequenas particularidades podem fazer toda a diferença nos resultados de uma organização com presença online.

Em cada caso há uma lição (takeaway) que pode usar como fonte de inspiração para testar o seu próprio website.

1. A remoção do banner de produto do topo de página do SimCity aumentou em 43% a taxa de conversões da Electronic Arts

Nas primeiras duas semanas após o lançamento do SimCity 5, o número de vendas do jogo em formato digital (download) correspondia a 50% do total de vendas. O sucesso foi parcialmente atribuído a um teste A/B, conduzido pela equipa da Electronic Arts, na Landing Page do SimCity.  O teste tinha por finalidade perceber se removendo o banner promocional aumentaria as vendas.

Para receber a newsletter da Markedu, que inclui alertas para eventos, clique aqui.

optimização conversão em e-commerce Sim City Optimizely

Página de controlo com banner (esquerda) e variação sem banner (direita)

Takeaway: Mesmo quando pensa que algo está absolutamente correcto, teste. “Descobrimos que as variações com a oferta promocional tinham pior performance do que se apresentássemos uma versão limpa da página. Foi verdadeiramente surpreendente e teve um impacto bastante significativo”, disse Mike Burk, Senior Online Product Manager da Electronic Arts. Se quiser ler este caso de estudo (em inglês), clique aqui.

2. Alterações no texto do botão de compra geraram um aumento de 17% no número de cliques para a Black & Decker

A Dewalt, uma das marcas da Black & Decker, testou os botões de Call To Action (CTA) em várias páginas do seu website. Os CTA aparecem em muitas das suas páginas e são fundamentais para conduzir à compra. A empresa testou a palavra “buy now” contra “shop now” obtendo mais 17% de cliques no botão “buy now”.

optimização conversão em e-commerce Dewalt Optimizely

Página de controlo com botão “buy now” (esquerda) e variação com botão “shop now” (direita)

Takeaway: As pequenas palavras são importantes. Até as palavras num botão podem ter uma impacto dramático na conversão. Para saber mais sobre copywriting para converter, clique aqui. Para conhecer o caso de estudo (em inglês), clique aqui.

Workshops, Marsterclasses e Webinars sobre Marketing e Branding – Clique aqui para consultar a lista dos próximos eventos Markedu.

3. Uma página de produtos com imagens uniformizadas aumentou o ARPV da SmartWool em 17%

Por muito que as equipas da SmartWool e da Blue Acorn achassem que a sua página tinha um aspecto fantástico, um design uniformizado acabou por se revelar como a melhor das soluções para as suas conversões. Estas equipas de trabalho descobriram que usar atributos repetitivos nas imagens facilita a visualização quando se observa vários produtos. A uniformização da página permitiu aumentar o Average Revenue Per Visitor (ARPV – Receita Média por Visitante) em 17%.

optimização conversão em e-commerce smartwool Optimizely

Página de controlo sem uniformização na disposição do produto (esquerda) e página de variação com apresentação uniformizada do produto (direita)

Takeaway: Quando toca ao layout das páginas de produto, por vezes os designs já conhecidos funcionam melhor. Aumentar a imagem de um produto pode gerar mais cliques sobre esse produto, mas nem sempre garante a compra. Para conhecer este caso de estudo (em inglês), clique aqui.

Para receber a newsletter da Markedu, que inclui alertas para eventos, clique aqui.

SEO Workshop Markedu

4. Uma simples mudança num botão CTA aumentou as receitas mensais da Lifeproof em 16%

A Lifeproof é uma empresa de acessórios electrónicos especializada em capas de protecção para smartphones e tablets contra condições extremas. A empresa experimentou Call To Actions na sua homepage e descobriu que pequenas mudanças no copywriting faziam uma grande diferença.

optimização conversão em e-commerce Lifeproof Optimizely

Página de controlo com botão “store” (esquerda), variação com botão “shop now” (centro) e variação com botão “shop” (direita)

Takeaway: Coloque acção no copy dos botões Call To Action, para levar as as pessoas a agir. Para conhecer este caso de estudo (em inglês), clique aqui.

Workshops, Marsterclasses e Webinars sobre Marketing e Branding – Clique aqui para consultar a lista dos próximos eventos Markedu.

5. A remoção da área de navegação do checkout da VeggieTales gerou um aumento de 38% em RPV (Revenue per Visitor)

A VeggieTales é uma série de desenhos animados muito conhecida entre as crianças norte-americanas com idade pré-escolar. Em parceria com a Blue Acorn, o VeggieTales conduziu uma série de testes na sua loja de e-commerce, acabando por aumentar em 38% o seu RPV (Receita por Visitante). Nesta experiência, foi retirada a navegação de topo das páginas de funil do checkout.

optimização conversão em e-commerce veggietales Optimizely

Página de controlo com navegação de topo a página de funil do checkout (esquerda) e variação sem navegação de topo (direita)

Takeaway: Não dê muitas opções aos clientes, sobretudo na página de checkout de produto. Retirar distracções e possíveis saídas de páginas como o menu de navegação ajudará os clientes a concentrarem-se na conclusão da compra. Para o caso de estudo da VeggieTales (em inglês), clique aqui.

Para receber a newsletter da Markedu, que inclui alertas para eventos, clique aqui.

6. A remoção de subcategorias da homepage da FSAstore gerou um aumento de 53.8% em RPV (Revenue Per Visitor)

A FSAstore.com é um website de Contas de Capitalização Flexíveis (FSA – Flexible Spending Accounts), onde os visitantes podem pesquisar e comprar os produtos elegíveis. A equipa levantou a hipótese de remover subcategorias da homepage de modo a que o visitante encontrasse mais facilmente os produtos destacados na página de cada categoria. E essa hipótese estava certa.

optimização conversão em e-commerce FSA-Store Optimizely

Página de controlo com subcategorias na homepage (em cima) e página de variação sem subcategorias (em baixo)

Takeaways: Remover distracções foi uma medida inteligente. Menos opções conduziram a um aumento de conversões. “Não se consegue discutir contra números (factos). Acreditamos completamente na partilha interna dos resultados com todos os elementos da equipa, porque nunca sabemos que testes na nossa página poderiam afectar o serviço ao cliente e que ideias poderiam trazer”, explicou Ujjwal Dhoot, Chief Marketing Officer da FSAstore.com.

Workshops, Marsterclasses e Webinars sobre Marketing e Branding – Clique aqui para consultar a lista dos próximos eventos Markedu.

7. Acrescentar respostas no FAQ (Perguntas Frequentes) da página de produto aumentou as conversões da Roller Skate Nation em 69%

Fazer compras online pode ser difícil porque nunca sabe exactamente como é que um produto lhe vai servir. A Roller Skate Nation sabe-o muito bem. Na loja física, os clientes questionam com frequência as dimensões dos produtos e pedem apoio para seleccionar o mais adequado.

A equipa da Rollerskatenation.com decidiu trazer parte do mundo offline para o online, experimentando oferecer dicas no website relativas às características dos produtos nas respectivas páginas. Testaram a colocação das dicas em dois sítios diferentes e descobriram que colocar as dicas abaixo da imagem do produto aumentava os checkouts em 69%!

optimização conversão em e-commerce Rollerskatenation Optimizely

Página de controlo sem dicas para ajudar o cliente na decisão de compra (em cima) e páginas de variação com dicas de apoio à decisão de compra. A página de variação mais bem sucedida (variation 2) apresenta as dicas abaixo da imagem do produto (em baixo)

Para receber a newsletter da Markedu, que inclui alertas para eventos, clique aqui.

Takeaway: Garanta que os clientes têm a informação necessária para tomar decisões. Informação adicional que ajude o cliente a tomar uma decisão, especialmente se sabe que é uma questão colocada com frequência, pode ser uma táctica poderosa para optimizar as taxas de conversão. Leia aqui o caso de estudo (em inglês).

8. Um teste ao algoritmo de pesquisa de produtos da Insound conduziu a um aumento de 39% de conversões

A Insound é uma loja de música online especializada em discos vinil e equipamentos de áudio, que trabalhou com a Clearhead para definir e testar três variações da sua página de resultados de pesquisa, contra uma página de controlo, baseando-se na combinação dos factores que pesavam no algoritmo. Os factores eram o formato, a popularidade, a recência, a classificação e “no boost”. Concluíram que pequenas subtilezas na forma como os resultados de pesquisa apareciam aos utilizadores tinham um impacto significativo na decisão compra.

 optimização conversão em e-commerce insound algoritmo pesquisa Optimizely

Página de controlo (direita) e três páginas de variação com diferentes combinações dos factores do algoritmo (à esquerda)

Takeaway: A pesquisa em e-commerce é uma alavanca de conversão muito importante. Apesar de ser um lado menos visível da experiência do utilizador, optimizar os algoritmos de pesquisa pode apresentar hipóteses poderosas que levam a uma maior taxa de conversão. Leia aqui o caso de estudo (em inglês).

Workshops, Marsterclasses e Webinars sobre Marketing e Branding – Clique aqui para consultar a lista dos próximos eventos Markedu.

SEO Workshop Markedu

9. Os banners promocionais da Sony convertem de forma diferente no desktop e no mobile

A Sony conduziu um teste A/B aos seus anúncios de banner on-site do computador Vaio. O objectivo era descobrir que CTA (Call To Action) seria a mais atraente para os clientes e questionaram o que seria melhor: oferecer a personalização do notebook ou oferecer uma actualização gratuita de memória. Nas respostas sobre a oferta generalizada, a Sony descobriu que os visitantes reagiam de forma diferente a cada banner dependendo do dispositivo onde navegavam (desktop ou mobile).

optimização conversão em e-commerce sony Optimizely

Banner de controlo (em cima), banner de variação 1 (centro), banner de variação 2 (em baixo)

Takeaways: Customize o conteúdo para ambientes mobile. O ambiente tem impacto significativo no tipo de informação que os consumidores necessitam para tomar uma acção. Não se esqueça de analisar os resultados dos testes A/B com base nos diferentes segmentos de tráfego (desktop e mobile).

Mobile e desktop não são o mesmo. Não deve assumir que as experiências que parecem fantásticas (e convertem) em tablets e smartphones vão funcionar da mesma forma em desktop (o formato que a grande maioria dos consumidores ainda usa). Leia aqui o caso de estudo (em inglês).

Para receber a newsletter da Markedu, que inclui alertas para eventos, clique aqui.

10. Alteração no texto do botão do funil de checkout da Insound levou a um aumento da taxa de cliques em 39%

Em parceria com a Clearhead, a equipa da Insound suspeitou que ao utilizar de forma repetida a palavra “Continue” no botão do funil do processo de checkout, causava confusão e levava ao abandono da página “Bill/Ship” (Pagamento/Envio). A equipa acreditava que um Call To Action mais específico poderia melhorar as taxas de conversão. Veja as variações dos botões e os resultados na imagem abaixo.

optimização conversão em e-commerce insound Optimizely

Página de controlo com o botão original a dizer “continue” (em cima) e as diversas variações do texto do botão (em baixo)

Takeaways: Seja preciso no funil de checkout. Os clientes querem saber exactamente onde estão no processo de compra e quantos passos faltam para chegar ao fim.

Os especialistas em optimização de conversão não conseguem prever os hábitos de milhares de visitantes de um website. Não só o botão “Review Order” (Rever a Encomenda) aumentou a conversão da página em 8%, como superou todas as outras variantes. Com o botão “Review Order”, esta página tem agora uma taxa de conversão de 54%. Para ler o estudo de caso (em inglês), clique aqui.

11. Alterações no design do carrinho de compras aumentaram as receitas da Soccerloco

A Soccerloco é um retalhista multi-canal de equipamento de futebol. A empresa redesenhou o seu website com a Digital Operative, experimentou várias hipóteses nalgumas áreas do website com o intuito de aumentar a usabilidade e a conversão – e uma delas foi o funil de checkout.

Quando a Soccerloco testou um carrinho de compras, mais visual com botões (imagem “variation” à direita) versus os radio buttons (imagem “control” à esquerda), tornando-o mais fácil de visualizar, obtiveram maior sucesso no processo de checkout (aumento do número de cliques). Este foi um de vários testes que conduziram a um aumento de receitas de 26% da Soccerloco.

Optimizely optimização conversão em e-commerce soccerloco

Página de controlo com radio bottons (esquerda) e variação com botões (direita)

Workshops, Marsterclasses e Webinars sobre Marketing e Branding – Clique aqui para consultar a lista dos próximos eventos Markedu.

Takeaway: Apresentar a mesma informação com um visual diferente é uma boa ideia para fazer um teste. Leia aqui o caso de estudo (em inglês).

12. Um novo algoritmo de pesquisa de imagens aumentou em 3.2% o número de downloads da Bigstock

A Bigstock, website de venda de imagens (subsidiária da Shutterstock), está sempre a tentar sugerir resultados de pesquisa mais precisos para quem procura imagens. A empresa testou a performance de um novo algoritmo de pesquisa ao qual chamou de “fuzzy auto suggest”.

Este algoritmo tentava adivinhar o termo que estava a ser pesquisado caso a palavra fosse mal escrita (por exemplo, palavras onde as pessoas dão erros comuns) e testou-o contra o algoritmo “exact auto suggest” que apresentava resultados baseados nos termos exactos de pesquisa.

Resultado: A empresa observou melhorias significativas ao longo da fase de experimentação, incluindo um aumento de 6.52% no número de imagens adicionadas ao carrinho de compras e outro de 3.2% no download de imagens.

optimização conversão em e-commerce bigstock shutterstock

Página de controlo com algoritmo “Exact Match” (esquerda) e variação com algoritmo “Fuzyy Match” (direita)

Takeaway: Concentre-se primeiro nas peças maiores e explore antes de optimizar. Por exemplo, teste novos algoritmos ou layouts de página e só depois inicie os pequenos testes. Leia aqui o caso de estudo.

13. A ZAGG aumentou as receitas por visitante em 40% ao testar imagens de produto

A ZAGG é um dos maiores websites de e-commerce para acessórios electrónicos. As páginas da ZAGG.com disponibilizavam três formas distintas de visualização dos produtos: imagens estáticas, vídeo e imagens 360º.

O analista de conversão e usabilidade conduziu uma série de testes para descobrir que tipo de formato de imagem de produto (estática, vídeo, 360º) era a melhor para apresentar em destaque. E concluiu que o vídeo aumentou o RPV (Receita Média por Visitante) em 27% e as imagens 360º em 39%, ou seja um acréscimo de 12% face ao vídeo.

 optimização conversão em e-commerce ZAGG

Página de controlo com vídeo (esquerda) e página de variação com imagem 360º (direita)

Takeaway: Antes de investir no design da imagem dos produtos, teste-a. As imagens de produtos não são baratas. Experimente diferentes estilos e formatos, antes de investir na apresentação do produto ao longo de todo o website. Leia aqui o caso de estudo (em inglês).

SEO Workshop Markedu

Gostou deste artigo? Se tiver alguma sugestão ou comentário, utilize a ferramenta de comentários desta página. Caso ainda não seja subscritor da newsletter da Markedu, pode fazê-lo aqui.

Consulte a lista dos próximos eventos realizados pela Markedu e veja se algum dos nossos webinars, workshops ou masterclasses aborda este tema

Partilhe o artigo com os seus amigos e colegas nas redes sociais

By | 2016-12-14T16:39:39+00:00 Novembro 17th, 2015|E-commerce|

About the Author:

Como jornalista especializou-se em TI e Gestão, tendo escrito em diversas publicações desde o ano 2000. Foi correspondente do JN e da TSF em Paris.

Leave A Comment